O amor cura tudo!

Eu acredito no amor e você?

LOVED!

Tem gente que sofre muito por amor e gente que sofre muito por não ter. Mas acho que as que mais sofrem são as que não têm amor-próprio, pois elas não acreditam nelas mesmas!
Muitas pessoas sofrem com depressão, auto-mutilação, drogas e suicídio. Dedicada a ajudar essas pessoas, Loved! é uma campanha a favor da vida e do amor que existe para encorajar, informar e inspirar pessoas.

No blog da campanha há muitas mensagens legais e inspiradoras que motivam às pessoas a não desistirem de si próprias.

Há também uma página com informações sobre doenças psicológicas como depressão, vício e suicídio, que infelizmente nem sempre são tomadas com a devida atenção! Segundo pesquisa feita pela OMS (Organização Mundial de Saúde), 121 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo, além disso a depressão não tratada é a causa de vários suicídios, sendo que o suicídio é a terceira principal causa de morte entre adolescentes!

Não é preciso abraçar o mundo para ajudar, é só prestar atenção nas pessoas que estão ao nosso lado!

Há um trecho de um texto no site de Loved! que achei muito interessante para terminar o post, depois veja ainda um pequeno vídeo da campanha:

“Pare pra pensar, quantas pessoas vocês elogiaram hoje? Há quantas pessoas vocês declararam sua gratidão? Quantas pessoas vocês abraçaram?
Não vamos deixar que nossos dias passem e sejamos sufocados pelo trabalho, estudos, ou seja lá o que for. Pare por um momento agora, pensem em alguém que fazem a diferença em suas vidas. Agora porque não pegar o telefone e dizer isso a ela?”

Uma câmera, um bilhete e muitas fotos estranhas

A câmera e o bilhete presos ao bando da praça
A câmera e o bilhete presos ao banco

Cada pessoa tem uma visão diferente do mesmo lugar. Não seria bacana se pudéssemos captar essas imagens da mente de cada um, juntássemos e descobrissémos diferentes formas de se ver uma mesma coisa ou lugar?

Foi mais ou menos dessa forma que Jay do site The Plug, um cara que faz diversas intervenções urbanas, pensou ao prender uma câmera no banco de uma praça em Atlanta, pedindo para as pessoas que passassem por lá tirassem fotos que à noite ele iria buscar a câmera de volta.

E deu certo! Quando voltou a câmera estava inteira e com o filme todo cheio de fotos beeem diferentes! A experiência foi tão interessante que depois ele repetiu essa idéia em Tokio com o mesmo sucesso da anterior.

Veja abaixo algumas fotos:

strangerphotos18Tokio - Japan

strangerphotos25stranger_photos10stranger_photos04

stranger_photos11stranger_photos01stranger_photos07stranger_photos101

Mais fotos aqui:
em Atlanta
em Tokio

Um jeito verde de arrumar a casa

nowirehangers

Meu quarto é uma bagunça! Até consigo me achar naquilo, não ligo tanto, é minha mãe que realmente não gosta… Normalmente eu acho algo que não estou procurando e não acho o que procuro! É papel e até lixo para tudo quanto é lado que vai acumulando durante a semana, até que chega uma hora que é preciso organizar as coisas (para enfim eu poder achar o que eu procuro)! Sem contar nas roupas que se misturam no guarda-roupa…

nowirehangers-lampada

E se eu arrumasse a bagunça de uma maneira que além de me ajudar, contribuisse para ajudar o planeta? Essa é a idéia de Julie Naylon com o No Wire Hangers (“Não aos cabides de plástico”), um jeito verde para a organização da casa, são pequenas mudanças de hábito para um estilo de vida com preocupação ecológica.

Para isso é feita uma consultoria que avalia o jeito de viver dos moradores da casa e saber o que dá ou não dá certo em cada situação. Dessa maneira, a organização é feita a partir de 5 apropriadas soluções: doar, vender, manter, consertar ou reciclar.

A empresa fica em Los Angeles e pensa detalhadamente na melhor eficiência da casa, mas podemos copiar aqui alguns exemplos simples como:

– Recicle cabides de plástico e troque por cabides ecológicos (mais resistentes e normalmente feitos de papel reciclado e/ou plático reciclado).
– Doe aparelhos eletrônicos velhos e celulares que você não usa mais  para centros de reciclagem ou instituições locais.
– Use toalhas velhas como panos de limpeza.
– Doe produtos cosméticos que deixaram de ser usados (como shampoo e loções) para mulheres de abrigos.
– Use menos papel, pague suas contas online.

Dessa forma todos se beneficiam e a comunidade também acaba ficando mais organizada e melhor para se viver. Além disso a economia de dinheiro que tudo isso gera é enorme!

Cabide ecológico

Cabide ecológico feito de papel reciclado

Quanto aos cabides ecológicos, há 2 empresas no Brasil (a Simcom e a Green Hanger) que atendem as lavanderias, retirando de circulação aqueles cabides de arame mal acabados e que por não serem muito resistentes, acabam indo para o lixo facilmente quando chegam em casa. No lugar deles: cabides que tem nenhum ou baixo custo às lavanderias, pois são usados como mídias alternativas para publicidade, ou seja, são os anunciantes que pagam pelos cabides.

Então quando for organizar sua casa ou mesmo seu quarto, pense bem o que melhor pode ser feito. Se você quiser uma ajuda para se reorganizar (não apenas na sua casa), acesse o Manual da Etiqueta Sustentável, uma cartilha do Planeta Sustentável (projeto do Grupo Abril) de 50 dicas sobre o que pode ser feito em casa, no trabalhona rua e até na vida pessoal para promover a sustentabilidade.

Realidade Aumentada na Skol Sensation

skosensation-anuncioBom o segundo post de hoje é sobre Realidade Aumentada. Talvez você nunca tenha ouvido sobre isso, eu também não tinha até que meu professor desse semestre de redação publicitária apresentou e alertou sobre essa revolução digital.

Basicamente o que posso dizer sobre Realidade Aumentada (ou RA) é que é uma linha de pesquisa que lida com a integração do mundo real e elementos virtuais e dados do computador (sim, novamente essa história de interatividade entre o real e o virtual, parece que eu estou sempre me repetindo, mas o futuro é isso aí!). E mais, o RA vai ser uma ferramenta de grande potencial para a publicidade.

Já até tem gente esperta no Brasil que está usando a Realidade Aumentada para interagir com o consumidor! É o caso da campanha da F/Nazca para o evento da Skol, o Skol Sensation, que vai acontecer no próximo dia 4 de abril no Anhembi, em que as pessoas, vestidas de branco, vão participar de experiências sensoriais com performances pirotécnicas, circenses, teatrais, laser, fogos de artifício e efeitos especiais.

Foram veiculados anúncios e postais com o símbolo do evento pedindo para as pessoas interagirem com ele. O esquema é simples, é só entrar no site do Skol Sensation e clicar em Realidade Aumentada, daí é só aproximar a web cam ao símbolo que aparecerão efeitos especiais e imagens tridimensionais na tela do computador.

É bem interessante o efeito, veja o vídeo da experiência abaixo e se quiser participar também, é só imprimir o símbolo aqui.

Bloquinhos Interativos

Galera de tanta correria esses dias nem deu tempo de postar ontem e hoje só agora, por isso pra compensar por ontem, hoje vou falar sobre duas coisas.

Bom a primeira delas é sobre o Siftables, um projeto comandado por David Merrill do MIT (Massachussts Institute of Technology), que possibilita por meio de “bloquinhos que pensam” a interação entre informação e mídia no meio físico de uma maneira muito simples. O legal é que pode ser usado de maneira bem educativa paras as crianças. Bem só vendo o vídeo pra entender como essas coisinhas pequenas são poderosas!

Sinais da Comunicação

Tem um vídeo muito fofo rolando na net chamado “Signs” (Sinais em português). É um curta que foi um dos ganhadores da Schweppes Short Film Festival, produzido por Publicis Mojo e Radical Media e dirigido por Patrick Hughes, que fala sobre comunicação. O poder que ela tem nas pessoas. E o mais fofo é que é sobre amor.

O cara do filme é um perdido que vê todos casais apaixonados por aí e que quer sentir a mesma coisa procurando alguém pra estar com ele. Mas ele não tem coragem. Até que algo (um sinal) faz com que ele tome uma atitude.

Ao ver esse lindo filminho algumas perguntas vieram a cabeça. Você procura o amor? Você escolhe o amor?
Acho que ele chega sem perguntar se é bem vindo…

Como eu tô meio desiludida ultimamente, essa estorinha me trouxe certa esperança. Afinal, no meio de tanto cara deve ter algum que não seja mais um canalha.

O mundo daqui 10 anos

A Microsoft fez um vídeo de quase 6 minutos (0 Future Vision Montage) mostrando como o mundo poderá ser daqui 10 anos com o avanço da tecnologia e informática. Se o que ela prevê realmente acontecer, vai facilitar e muito nossas vidas.
Eu, sinceramente, espero que em 2019 as pessoas tenham maior consciência sobre os cuidados com o meio ambiente e realmente façam alguma coisa pois as reservas naturais não duram para sempre, quem sabe ainda quanto pode durar?

E você, o que espera do mundo em 10 anos???

Desenhos Urbanos

São Paulo – João Pinheiro Que tal conhecer um pouco do mundo através de desenhos? Desenhos de moradores e viajantes de cidades urbanas que apresentam seu amor pelo caos e singularidades que só uma cidade grande tem. É assim que o grupo Urban Sketchers se … Continuar lendo

A ordem dos fatores não altera o produto

Palíndromo é um curta metragem do ótimo diretor carioca Philippe Barcinski, que conta de forma bem inusitada a estória de um homem que perde tudo que tem. O objetivo é mostrar que ela poderia ser contada em qualquer sequência sem alterar o seu sentido, como acontece num palíndromo, em que uma palavra ou frase pode ser lida tanto da esquerda para a direita, como da direita para a esquerda (como em RIR). Além de receber prêmios por Palíndromo (2001), Philippe Barcisnki também teve grande sucesso com o curta Janela Aberta (2002) e em ainda em 2007 produziu o longa Não Por Acaso.

Bom quem ainda não viu o curta, aprecie! E quem já viu reaprecie!!
Se quiser assistir com maior resolução, veja aqui.

O surrealismo de Erik Johansson

Continuando com o tema do último post sobre brincar com as criações da mente, apresento esse cara aqui, Erik Johansson, um jovem da Suíça de 23 anos que cria imagens meio surrealistas e até bem humoradas a partir de fotografias próprias que ele modifica digitalmente. O cara já até trabalhou para uma agência local de publicidade e logo esse trabalho estará no ar, com certeza vai vir coisa boa por aí!

 

Erik Johansson 1 erik3

 

erik1 erik5

 

erik4 erik6

 

erik2 erik8

Objetos Vivos

Sempre temos a sensação que os objetos tem vida própria, é uma caneta que some, uma conta que aparece. Algumas vezes até mesmo sentimos que alguns objetos nos encaram como se tivessem olhos e ouvidos, nos apegamos a coisas que para os outros não representam nada, mas que por qualquer sentimento inexplicável, lá estamos nós falando com uma voz infantil com um saleiro, como se fosse um bebê! Quando crianças nossa imaginação ia bem mais além, um garfo podia servir perfeitamente como um soldado enviado para combater a guerra!!

Inspirado em nossas criações da mente para esses seres inanimados, o fotógrafo norueguês Rune Guneriussen fez um ensaio bem animado os usando como protagonistas. São luminárias explorando florestas e subindo em árvores, cadeiras brincando e fazendo luau na praia, globos em meio à neve, telefones rumo ao mar ou até mesmo namorando. São lindas e mágicas imagens que brincam com nosso imaginário.

 

Subindo em árvores

Luminárias explorando florestas

Explorando florestas

Namorando

Fazendo luau na praia

Fazendo luau na praia

Brincando na beira da praia

Brincando na beira da praia

Andando nas pedras

Enfrentando a neve

Rumo ao mar

Rumo ao mar