Música de Bolso

Música de Bolso

Não, não é um novo Ipod ou uma música de consumo rápido! O Música de Bolso é um projeto audiovisual que tem como principais ingredientes a boa música, a simplificação de um vídeo musical e a descontração! Tudo acontece de forma tão natural que os artistas convidados parecem que estão fazendo uma musiquinha em casa com os amigos, então não tem nada daquela coisa de clipe da MTV!

Sem contar que a maioria dos músicos que aparecem por lá são boas revelações musicais como China, Super CordasMóveis Coloniais de Acaju, Samba de RainhaDo Amor, Andréia Dias, Tulipa RuizTiê, Los Porongas, Pélico e mais um monte de gente bacana. Particularmente para mim é uma alegria cada descoberta (ou redescoberta) semanal, já que a cada semana saí um volume novo (já está na edição 76) com 2 vídeos do artista (chamados de lado A e lado B) e até um histórico, que você pode receber via newsletter. Mas claro que já houveram também gravações com grandes músicos já conhecidos nacionalmente como Arnaldo Antunes, Zélia Duncan, Mart’nália e Pato Fu (a primeira banda a se apresentar no projeto). As locações são os cenários mais espontâneos possíveis, desde estacionamento de carros, loja de brinquedos, sex shop, elevador, banheiro e mais N lugares inusitados.

O Música de Bolso tem um site próprio onde se encontra todo o material audiovisual com todos os volumes, mas ele se expande na rede de forma interativa por meio de blog, podcast, sites de relacionamento como Orkut, Facebook, Twitter e MySpace, portais de exibição de vídeo como YouTube e blip.tv e “tudo o mais que possa ser visível e interativo”.  Muito legal para quem, como eu, acompanhou o projeto do começo e viu como ele deu certo e cresceu!

Nesse projeto estão envolvidos uma série de profissionais, desde da produtora Ioiô Filmes, o Estúdio Camisa10 e mais o pessoal Daniel Ribeiro, Marcus Preto, Rafael Gomes, Tati Fujimori e os técnicos de som Geraldo Ribeiro e Fernando Duca.

Difícil escolher qual programa para colocar aqui, então escolhi 3 hehehe! O primeiro não é nada menos que o primeiro vídeo do projeto, o lado A do primeiro volume com o Pato Fu e a música Mamã Papá, gravado numa loja de brinquedos (tudo a ver com a música!). O segundo é do último volume do projeto, também lado A, do projeto pernambucano Júlia Says com a música Barulhos gravado em meio aos pelados na concentração do evento Pedalada Pelada na Paulista (uma coisa doida mesmo!!). E o último vídeo, mas não menos importante e que acho muito engraçadinho é a gravação da música Não Tenho Par, o lado B do volume 50 com a Bruna Caram e participação de Pedro Manesco e Gustavo Simões da Trupe Chá de Boldo, e ainda, do irmãozinho (fofo) dela, numa loja de fantasias em que ela se vestiu de Chiquinha, ficou ótimo aliás!

Olha só como a descontração rola solta:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s