Como substituir sacolinhas de plástico para o lixo

Enfim voltando aos posts oficialmente! Começo com algo bem simples e útil que vi esses dias no blog interno de práticas e idéias sustentáveis da empresa, que é aliás de responsabilidade da área em que trabalho, o Marketing, então também … Continuar lendo

Eco Fun

É muito chato tentar melhorar o planeta (socialmente e ecologicamente) quando te obrigam a fazer coisas que você não está acostumado. Tudo é muito imperativo: “Não desperdiçe água”; “Separe o lixo corretamente”; “Ande menos de carro” e etcteras. E acaba que ninguém faz nada. É tão chato que tem até nome: “eco chato“, mas não é mais interessante ser “eco fun“?

Mais ou menos com essa idéia nasceu The Fun Theory (A Teoria da Diversão), uma iniciativa bem bacana da Volkswagen, que estimula as pessoas mudaram seu comportamento pela diversão. Algumas ações até já foram colocadas em prática:

– Uma escada em forma de piano, em que ao pisar em cada degrau uma nota diferente é tocada, estimulando o exercício físico

– Um lixo em forma de fliperama para garrafas e latas em que você vai ganhando pontos ao “jogar”

– O lixo mais fundo do mundo, que faz aquele barulho de coisas caindo muito muito muito fundo.

E aí curtiu? Acha que tem idéias melhores? Então aproveita e participa do The Fun Theory Award e quem sabe você não ganha 2.500 euros?

Uma das idéias que está concorrendo ao prêmio, que achei bem legal é o Garbage Jukebox, uma solução para tentar amenizar o lixo das festas na rua, enquanto você vai jogando as coisas no lixo, a música vai rolando.

Um jeito verde de arrumar a casa

nowirehangers

Meu quarto é uma bagunça! Até consigo me achar naquilo, não ligo tanto, é minha mãe que realmente não gosta… Normalmente eu acho algo que não estou procurando e não acho o que procuro! É papel e até lixo para tudo quanto é lado que vai acumulando durante a semana, até que chega uma hora que é preciso organizar as coisas (para enfim eu poder achar o que eu procuro)! Sem contar nas roupas que se misturam no guarda-roupa…

nowirehangers-lampada

E se eu arrumasse a bagunça de uma maneira que além de me ajudar, contribuisse para ajudar o planeta? Essa é a idéia de Julie Naylon com o No Wire Hangers (“Não aos cabides de plástico”), um jeito verde para a organização da casa, são pequenas mudanças de hábito para um estilo de vida com preocupação ecológica.

Para isso é feita uma consultoria que avalia o jeito de viver dos moradores da casa e saber o que dá ou não dá certo em cada situação. Dessa maneira, a organização é feita a partir de 5 apropriadas soluções: doar, vender, manter, consertar ou reciclar.

A empresa fica em Los Angeles e pensa detalhadamente na melhor eficiência da casa, mas podemos copiar aqui alguns exemplos simples como:

– Recicle cabides de plástico e troque por cabides ecológicos (mais resistentes e normalmente feitos de papel reciclado e/ou plático reciclado).
– Doe aparelhos eletrônicos velhos e celulares que você não usa mais  para centros de reciclagem ou instituições locais.
– Use toalhas velhas como panos de limpeza.
– Doe produtos cosméticos que deixaram de ser usados (como shampoo e loções) para mulheres de abrigos.
– Use menos papel, pague suas contas online.

Dessa forma todos se beneficiam e a comunidade também acaba ficando mais organizada e melhor para se viver. Além disso a economia de dinheiro que tudo isso gera é enorme!

Cabide ecológico

Cabide ecológico feito de papel reciclado

Quanto aos cabides ecológicos, há 2 empresas no Brasil (a Simcom e a Green Hanger) que atendem as lavanderias, retirando de circulação aqueles cabides de arame mal acabados e que por não serem muito resistentes, acabam indo para o lixo facilmente quando chegam em casa. No lugar deles: cabides que tem nenhum ou baixo custo às lavanderias, pois são usados como mídias alternativas para publicidade, ou seja, são os anunciantes que pagam pelos cabides.

Então quando for organizar sua casa ou mesmo seu quarto, pense bem o que melhor pode ser feito. Se você quiser uma ajuda para se reorganizar (não apenas na sua casa), acesse o Manual da Etiqueta Sustentável, uma cartilha do Planeta Sustentável (projeto do Grupo Abril) de 50 dicas sobre o que pode ser feito em casa, no trabalhona rua e até na vida pessoal para promover a sustentabilidade.