Dá pra trabalhar brincando?

Uma das coisas que mais me interessa em vídeos gravados em stop motion é que apesar das montagens trabalhosas, cheias de detalhes, tudo parece muito divertido. A história contada fica bem mais interessante e sempre tem um quê de brincadeira.

Tudo fica mais fácil quando se trabalha com algo que se gosta, que dê prazer, não é mesmo? Isso todo mundo sabe, e se ainda, de certo modo, dê para trabalhar brincando?

Nesse vídeo da agência alemã VCCP, dá para achar mesmo que o trabalho foi uma grande brincadeira. Os caras foram além do stop motion e de histórias de papel e criaram um vídeo cheio de movimento, usando diversos objetos para criar o ambiente lúdico que foi o cenário para o projeto Think Big da o2 Telefónica, em Berlim.

o2 Think Big from Lucas Zanotto on Vimeo.

Making of o2 Think Big from Lucas Zanotto on Vimeo.

Aliás, o projeto Think Big também é muito interessante, pois apoia financeiramente e educativamente ideias criadas por jovens europeus, de 13 a 25 anos. O programa visa criar oportunidades aos jovens e estimulá-los com suas grandes ideias, tornando-as realmente possíveis.

É um projeto social e cultural da Telefónica Europa, que também acontece em outros países como Irlanda, Eslováquia, República Checa e Reino Unido, em parceria com a Fundação Telefónica. Bem inspirador, não?

_

E você, acha que dá para trabalha brincando?

via abc design

Anúncios

Pensamento Inspirador do Dia #13 + Bolsa na Langara College

“Don’t fall in love with your first idea.

Rory O’Sullivan e Simon Bruyn para Rethink Scholarship, concurso de bolsas de estudos da Langara College (Canada) para designers e diretores de arte.

A frase é tirada do vídeo de divulgação do ano passado. Este ano o vídeo do concurso também foi criado pelo designer Rory O’Sullivan, mas em parceria com Jordan Cohen e ficou tão bacana como o primeiro.

Rethink Scholarship at Langara 2010 Call for Entries from Rory O’Sullivan on Vimeo.

Rethink Scholarship at Langara 2011 Call for Entries from Rory O’Sullivan on Vimeo.

O concurso de bolsas da Langara College é sensacional, fica a dica pra quem estiver afim de fazer um curso de design ou direção de arte. Basta ter pelo menos 19 anos e muita criatividade para encher um sketchbook de até 250 páginas “as you wish“.  O ganhador terá a possibilidade de fazer o  Communications and Ideation Design Program com bolsa paga pelos 2 anos de curso equivalente a 18 mil dólares canadenses!
Se empolgou? Você pode enviar seu trabalho até 1º de julho, saiba mais infos aqui para se inscrever.

________________________________________________________________________________________________________
*O “Pensamento Inspirador do Dia” é uma seção do blog que traz um pensamento para inspirar o dia. Pode ser de um filósofo, matemático, poeta, a tia do elevador, alguém no ônibus, um amigo, enfim. Nada muito sério. Pode ser cómico, pode ser fofo ou rude. Pode ser um sermão de mãe ou um conselho de padre. Se quiser participar também, podem mandar sua sugestão aqui.

Cores e Posters


Que tal uma pitada de cor e humor para decorar seu quarto ou sua casa?

Locomattive é uma loja online dedicada à venda de posters decorativos que se destacam pelas cores e frases atraentes, divertidas e instigantes. Em uma entrevista com um dos criadores, o publicitário Richard Mattei, conversamos um pouco sobre as ideias do projeto, as referências criativas e até a aparição numa exposição de fotos tiradas pelo aplicativo Instagram. Para quem não conhece ainda, esse aplicativo do Iphone oferece diversos filtros que deixam as fotos super divertidas, com uma cara meio vintage e é sucesso entre os adeptos do aparelho.

Enfim, mas isso pode ser papo para outro post. Leia abaixo a entrevista com o Richard:

Continuar lendo

Olhe para o céu, o que você vê?

Nuvens, fumaça, chuva, avião, helicóptero, preto, azul, cinza, laranja, sol, lua, estrelas, prédios, montanhas, ETs (!?)… Respostas muito prováveis. Mas a Lisa Rienermann viu algo bem diferente.. ela viu um Q! Quê? É, ela viu a letra Q.

Isso foi em 2005, em Barcelona, quando em uma caminhada em um pátio, Lisa olhou pro céu e viu entre as casas, um vazio azul que despretensiosamente formava uma letra. Nessa interessante relação de positivo e negativo, ela pensou que poderia também encontrar outras letras. Depois de algumas semanas, lá estava ela olhando para o céu caçando letras (e claro fotografando-as). E não é que acabou achando no céu o alfabeto inteiro?

Mas não parou por aí, ela usou o tal alfabeto celestial para um projeto semestral de Tipografia na Universidade de Essen (Alemanha), chamado Type the Sky, um livreto que contém um poster dobrado. Desdobrando o livreto, umas palavras vão surgindo “você”, “pra”, “mim”, “olhar”, até aparecer a pergunta “Você vai olhar para mim?” (como se o céu mesmo estivesse perguntando) e com o poster todo aberto, a resposta surge “Sim!”

O Type the Sky ainda levou o prêmio de excelência em tipografia em 2007 pelo Type Directors Club de Nova York.

Lisa trabalha como freelancer com fotografia e direção de arte, ela tem vários projetos que lhe renderam alguns prêmios. Vale a pena ver outros trabalhos dessa alemã em www.lisarienermann.com

Fonte: Tupigrafia 8

Eco Fun

É muito chato tentar melhorar o planeta (socialmente e ecologicamente) quando te obrigam a fazer coisas que você não está acostumado. Tudo é muito imperativo: “Não desperdiçe água”; “Separe o lixo corretamente”; “Ande menos de carro” e etcteras. E acaba que ninguém faz nada. É tão chato que tem até nome: “eco chato“, mas não é mais interessante ser “eco fun“?

Mais ou menos com essa idéia nasceu The Fun Theory (A Teoria da Diversão), uma iniciativa bem bacana da Volkswagen, que estimula as pessoas mudaram seu comportamento pela diversão. Algumas ações até já foram colocadas em prática:

– Uma escada em forma de piano, em que ao pisar em cada degrau uma nota diferente é tocada, estimulando o exercício físico

– Um lixo em forma de fliperama para garrafas e latas em que você vai ganhando pontos ao “jogar”

– O lixo mais fundo do mundo, que faz aquele barulho de coisas caindo muito muito muito fundo.

E aí curtiu? Acha que tem idéias melhores? Então aproveita e participa do The Fun Theory Award e quem sabe você não ganha 2.500 euros?

Uma das idéias que está concorrendo ao prêmio, que achei bem legal é o Garbage Jukebox, uma solução para tentar amenizar o lixo das festas na rua, enquanto você vai jogando as coisas no lixo, a música vai rolando.

A Caixa de Brinquedos

Os conhecidos fliperamas

Os conhecidos fliperamas

Quem nunca quis ter um fliperama em casa? Por mais pesada e enorme, aquela máquina ainda diverte as crianças em festas de aniversários e lojas por aí com seus antigos e animados joguinhos de luta. É divertido perceber como os gráficos são tão precários comparados aos jogos super hi-techs atuais, cada vez em menores interfaces e mais portáteis possíveis.
Claro que é impossível o transporte de um fliperama para qualquer lugar, mas a idéia de ter um desse em casa é tão empolgante, como se estivéssemos mesmo voltando ao espaço de tempo. A imaginação pode ir além.


Lembro uma vez de um aniversário do meu irmão, devia ser de uns 11 anos. Minha mãe resolveu alugar umas máquinas dessas, se não me engano eram 3. Foi a coisa mais pirante daquele momento, juro! Fazia-se filas para jogar aquele troço e o alvoroço era grande, foi realmente uma das festas mais divertidas. Até o karaokê (você leio certo, não era videokê!), personagem principal das minhas festas familiares, foi deixado de lado.
Eu lembro que depois da festa, as máquinas ficaram mais um dia em casa. Era engraçado ver minha casa se transformar em uma “game house” haha… Realmente, aquilo marcou muito para mim.


Então tá, e se toda essa diversão de um fliperama fosse modernizado e se tranformasse em um computador (MAC), um mega sistema de som integrado de alta qualidade, entrada para CD, um projetor de vídeo, um suporte para Ipod em um belíssimo rack? Ah, e com aparelho remoto?
Apesar do tema do post, não é brincadeira! Esse aparelho foi realmente criado com a união do estilo retrô com as novas tecnologias.

La Boite concept

La Boite concept

É um conceito inventado em dezembro de 2007 pelo francês Guillaume Cagniard, cansado do acúmulo de aparelhos multimídia feios e pouco práticos. De forma que seja possível ouvir música, ver filmes, trabalhar, criando um centro de convivência em que todos podem compartilhar seu conteúdo. Seu irmão, Timothée Cagniard se interessou pelo projeto e juntos começaram a aperfeiçoá-lo e desenvolvê-lo. Os dois são filhos de Thierry Cagniard e netos de Marie Cagniard, fundadores da empresa francesa SIARE, um dos principais fabricantes de som hi-fi nas décadas de 70 e 80, que seduzidos pela idéia também resolvem participar do projeto. E de toda essa competência familiar nasceu a máquina com um nome que não poderia ser menos interessante: La Boite em francês quer dizer A Caixa.

La Boite concept

La Boite concept

A facilidade de todos esses aparelhos estarem interligados em único lugar, sem aquela porrada de fios em um belo formato retrô me encantaram muito. Um belo exemplo de design que apresenta usabilidade, praticidade e beleza, os 3 elementos que acho importantíssimos para que o negócio dê certo.

la-boite-concept-02-550x389

La Boite concept

Se você tá afim de um desse em casa saiba que os aparelhos estão disponíveis em série limitada de apenas 30 peças (10 de madeira escura e 20 de maneira clara)!! Imagino que a brincadeira deve ser cara, sabendo que é composto por subwoofers, amplificadores, computador MAC Mini com wi-fi, teclado e mouse sem fio da Apple, tela LG 22″ com HD TV, entradas para videogames (PS3, Wii..), projetor de vídeo (opcional)… É mesmo um sonho de consumo! Ah e tem rodinhas!

8-La-boite-concept-premiere-blanche-subwoofer

Parte inferior com a porta aberta. Caixas acústicas com subwoofer

Subwoofer duplo 25 cm localizado na parte inferior do móvel

Subwoofer duplo 25 cm localizado na parte inferior do móvel

Compartimento superior com caixas de som médio/agudo e leitor de CD de computador

Compartimento superior com caixas de som médio/agudo com leitor de CD de computador

Modelo com projetores

Modelo com projetores

Gavetas retráteis para amplificador de aúdio. Berço ajustável

Gavetas retráteis para amplificador de aúdio. Berço ajustável

Suporte/entrada para Ipod/Iphone

Suporte/entrada para Ipod/Iphone

Porta da direita com entrada habilitada para consoles de jogos (PS3, Wii)

Porta da direita com entrada habilitada para consoles de jogos (PS3, Wii)

Controle Remoto

Controle Remoto

<!–[if gte mso 9]> Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 <![endif]–><!–[if gte mso 9]> <![endif]–> <!–[endif]–>REDE BEST PRICE

Música inspira arte! Arte inspira música!

Beck's Music Inspired Art Project

Para mim, definitivamente,  é difícil criar sem ouvir música! Melhor ainda dizer que, definitivamente, é difícil viver sem música! E ainda, definitivamente, música é arte! Não há como não se inspirar pela música. Digo isso pois acredito que foi muito esperta, a marca alemã de cervejas Beck’s ao criar o projeto Music Inspired Art, em que a idéia é recriar capas dos 100 maiores discos das últimas 4 décadas, escolhidos a partir das listas de “Album of The Decade” pela Pitchfork.

Para começar eles chamaram 10 artistas (Rexbox, Hellovon, Guy McKinley, Kate Moross, McBess, Modern Toss, Si Scott, Will Broome, Kid Acne, Laura Jackaman), que fizeram cada um, sua versão para uma capa escolhida na lista dos 100 mais, onde estão nomes como: The Smiths, David Bowie, The Clash, U2, TV On The Radio, Jay Z, Interpol, Stevie Wonder, Sonic Youth, Sigur Ros, Beatles, Kanye West, M.I.A, Vampire Weekend, Björk e Radiohead (esses dois últimos foram agraciados com dois álbuns na lista!). Uma verdadeira boa e gostosa salada de música! Além disso, dá para ver alguns sketchs das artes desses artistas, é bem legal ver o processo de criação deles.

Como é uma campanha de colaboração, a marca criou um grupo no Flickr para que artistas do mundo todo pudesse escolher entre os 90 álbuns restantes para fazer sua versão! Rapidamente a lista ficou completa, agora é só esperar os artistas subirem suas artes no site! Para acompanhar os álbuns que já estão sendo feitos, acesse este link.

Achei muito interessante conhecer uma visão diferente para o mesmo álbum. Para ilustrar o quão surpreendente e diferente os álbuns vão se tornando nessas novas versões, separei aqui 3 discos dos artistas convidados, mostrando também a versão original:

Return To Cookie Mountain - Tv On The Radio

The Queen is Dead - The Smiths

Let It Be - Beatles

Dragonfly – Muito mais que um prédio ecologicamente correto

Eu achei esssa idéia incrível! Um protótipo de uma torre que na verdade é uma “cidade-fazenda” vertical!!

"Dragonfly" - Vista do Empire State Building

"Dragonfly" - Vista do Empire State Building

O projeto é da empresa belga Vincent Callebaut Architetures, que se inspirou nas asas da libélula para o design dessa exótica torre , com a certeza de que em poucos anos, a comida valerá ouro se continuarmos consumindo dessa maneira. Um conceito à favor do reuso do desperdício biodegradável, da conservação de energia e dos recursos renováveis para o planejamento de um denso ecossistema.

Dragonfly - projeto de Vincent Callebaut Architectures

Dragonfly - projeto de Vincent Callebaut Architectures

Para a empresa, a arquitetura do “Dragonfly” (libélula em inglês) sugere uma nova concepção nas construções verticais de enormes prédios (um boom em Nova York desde o século 19) estruturalmente, funcionalmente, ecologicamente e energeticamente.

Detalhe de "Dragonfly"

Detalhe de "Dragonfly"

Continuar lendo

Mistura Fina – Uma Idéia Cultural

Sou assumidamente amante de moda, tecnologia, arte e música, dá para percerber né? Especialmente gosto de conhecer o que é diferente e fora do que está saturado na mídia.

O evento multicultural Mistura Fina se proprõe exatamente a isso, propagar o trabalho de novos criadores numa relação interativa com o público. Criado por Daniela Rymer e Mayra Alves, o evento será uma mistura de moda, tecnologia, arte, gastronomia e música.

Mistura Fina

A idéia, segundo elas, é que todos se beneficiem de alguma forma, seja por conhecer novas pessoas, absorver cultura, fazer compras ou por network. Acho ótimo conhecer pessoas interessantes e criadoras que tem esse tipo de idéia e se propõe a disseminar cultura e divulgar coisas novas e bacanas.

O evento ocorrerá aqui em São Paulo, no Centro Cultural Rio Verde que é na Vila Madalena,  durante o dia 23 de maio (sábado) e contará com a presença de marcas de moda, acessórios, papelaria e decoração (Cadernos Mariposa, Club.Z, Dai Bags!, Jelly Roll, Jhove, Lilá, Lola Pimenta, Maria Chuteira, Maria Clarice, Roberta Rocha, Shoesserie.in dresserie e small-axe), além diferentes atrações.

Dai Bags
Bolsa de Dai Bags

Haverá também exposição de foto das artistas Das Duas (Carolina Mendonça e Sofia Boito), exposição digital da designer Patricia Gimenez, batalha de Ipod com participação do blog Sound of Mars, pocket shows de Adriana Rizzo, apresentação da banda Projeto Realejo, palestras de moda com Carmen Martins, dicas de make-up com Adriana Prates, projeções de imagens e um cardápio de bebidas e comidas especiais com direito a caipirinhas exóticas. Ufa… quanta coisa!

Foto de <i>Das Duas</i>

Foto de Das Duas

A entrada é franca e será das 13h00 às 22h00 do dia 23! Como meu aniversário é dia 21, vou acabar comemorando lá também, podem ir também como meus convidados hehe, quem sabe a gente não troca uma idéia? Quero conhecer quem me lê aqui!
Ah, aceito presentes também! hehehe

E antes que eu esqueça, taí o endereço:

R. Belmiro Braga, 119, Vila Madalena – São Paulo

Teleférico: Transporte Público?

Que tal sair do trânsito e do aperto do metrô e “passear” pela cidade por meio de um teleférico?? Seria fenomenal, não?!

Isso já acontece em Caracas (Venezuela), uma cidade que está em um vale cercado de morros e montanhas, em que as pessoas moram nos morros e trabalham no vale, sendo que o maior problema está na infraestrutura do transporte das periferias.

Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Joaquin Ferrer Ramos

Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Joaquin Ferrer Ramos

O “Metro Cable”, projetado pelos arquitetos Alfred Brillembourg e Hubert Klumpner, liga a periferia ao centro em apenas 20 minutos. Uma economia de tempo que antes levava de 2 horas a 1 hora e meia!! Com 2,1 km de extensão, o Metro Cable é integrado ao sistema de metrô de Caracas e tem capacidade de movimentar 1.200 pessoas por hora em qualquer direção, sendo que cada gôndola cabe 8 passageiros, muito bonitas por sinal, estampadas com palavras até políticas!

Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Joaquin Ferrer Ramos     Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Joaquin Ferrer Ramos

Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Joaquin Ferrer Ramos

Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Carlos Conciencia

Metro Cable em San Agustín, Caracas - Imagem por Carlos Conciencia

O projeto foi iniciado em abril de 2007 e pretende se estender até 2011, com a construção de outras estações na cidade. Seu investimento soma em 300 milhões de dólares!

Achei muito bonito e interessante, mas será que aqui em São Paulo isso daria certo?

Garrafas PETS gigantes transformadas em mochilas

Você deve lembrar bem das garrafas PETS gigantes coloridas que o artista Eduardo Srur expôs nas margens do Tietê aqui em São Paulo, era parte da mostra Quase Líquido, que deram o que falar no ano passado e eu achei o máximo! O artista foi além e depois de chocar e tentar conscientizar a galera, deu um fim muito legal para as garrafas.

Tietê - PETS

Tietê Noite - PETS

Em conjunto com o Itaú Cultural, Eduardo convidou o estilista Jum Nakao para transformá-las em mochilas, que foram confeccionadas com o apoio da ONG Design Possível. Foram 2.500 unidades distribuídas para os alunos da rede pública e ONGs parceiros do projeto. Além disso, as crianças também receberam apostilas com informações sobre o meio ambiente.

Muito envolvente e inspiradora essa ação, parabéns a todos participantes e colaboradores do projeto.  São pessoas e atitudes assim que fazem com que eu acredite que ainda há esperança de um futuro menos pior.

mochila feita com PET

Diferentes cores para a mochila Outras cores